Men's health exam with doctor or psychiatrist working with patient having consultation on diagnostic examination on male disease or mental illness in medical clinic or hospital mental health service

Câncer de próstata: diagnóstico e tratamento

O câncer de próstata é uma das doenças mais comuns que acometem os homens. De acordo com o Ministério da Saúde brasileiro, há uma estimativa de que ocorram 66 casos novos a cada 100 mil homens. Nesse texto, você vai conhecer mais sobre a doença, entender como é feito o diagnóstico e saber quais são os tratamentos disponíveis. Então, continue a leitura.

O que é o câncer de próstata?

A próstata é uma glândula que fica abaixo da bexiga e envolve a uretra, canal que conecta a bexiga ao orifício externo do pênis. Ela é responsável por produzir os nutrientes e fluidos que compõem o esperma. O câncer ocorre quando o tumor maligno se instala na próstata. Conforme ele cresce, vai ocupando os lados direitos e esquerdos da glândula. Nos casos mais avançados, o câncer invade todo o revestimento do órgão e alcança os tecidos que estão ao seu redor. Com a progressão do quadro, as células cancerígenas atingem os linfonodos da região e chegam a corrente sanguínea, se espalhando para os outros órgãos. O adenocarcinoma é o tipo mais comum correspondendo a 95% dos tumores malignos da próstata. Os demais, como por exemplo, sarcomas, linfomas e carcinomas de pequenas células representam apenas os 5% restantes. Apesar de ser um diagnóstico temido pelo homens, o câncer de próstata pode ser curado em mais de 90% dos casos quando este se encontra no estagio inicial da doença.

Como é feito o diagnóstico?

Na grande maioria dos casos, o câncer de próstata é identificado com o rastreamento da doença por meio do exame de PSA (antígeno prostático específico) ou do exame de toque retal. O PSA é realizado, principalmente, para pesquisar a presença desse tipo de câncer em homens que não apresentam sintomas da doença. Em pessoas saudáveis, o valor de referência do PSA é inferior a 2,5 mg/mL de sangue. Quanto mais acima desse valor for o PSA de um homem, mais chances ele terá de adquirir a doença. Porém, isso não significa que ter valores abaixo do padrão de referência indique que o paciente está livre do câncer. Caso haja uma suspeita da doença, o médico irá fazer um exame físico do paciente. Esse exame inclui o toque retal, um procedimento que permite conhecer a consistência da próstata, o seu tamanho e a presença de lesões. A confirmação do diagnóstico também ocorrerá a partir da presença de sintomas comuns à doença, tais como, incontinência urinária, disfunção erétil ou dor óssea. Outros exames complementares podem ser solicitados.

Como é o tratamento para o câncer de próstata ?

O tratamento mais eficaz para esse tipo de câncer é a prostatectomia radical, que consiste na remoção da próstata e das vesículas seminais. Os pacientes que apresentem risco intermediário ou alto, também podem realizar a linfadenectomia ilíaco-obturadora bilateral. A prostatectomia é realizada para oferecer a cura ao paciente e pode ser feita por via perineal, retropúbica ou robô assistida. Os tratamentos podem variar conforme o tamanho e a classificação do tumor e a idade do paciente. Outras possibilidades para combater o câncer de próstata podem ser a radioterapia, hormonoterapia e o tratamento medicamentoso. É assim que o câncer de próstata é diagnosticado e tratado. Caso tenha outras dúvidas, procure um médico especialista no assunto para ser orientado. Quer saber mais? Clique no banner!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp