exame de toque retal

Exame de toque retal: desfaça seus preconceitos

O exame de toque retal é um aliado da longevidade e da saúde masculina. Em um país onde o câncer de próstata é a segunda maior causa de morte por câncer em homens, os cuidados com a próstata deveriam ser muito mais divulgados e apoiados. Infelizmente, ainda existem muitas dúvidas acerca do exame de toque retal. Por desconhecimento ou receio, muitos homens evitam comparecer ao consultório por anos. Por isso, é normal que procurem ajuda apenas quando o problema já está instalado, o que pode dificultar o tratamento e diminuir as chances de cura. Acompanhe o artigo para entender mais sobre a importância do exame de próstata e como ele é feito.

Por que é preciso fazer o exame de toque retal?

Esse exame, considerado um procedimento de rotina, é feito com o intuito de avaliar o estado da próstata. Através dele é possível detectar a presença de nódulos, caroços, alterações múltiplas. Se o médico perceber que algo foge à normalidade durante o exame, pode solicitar ao paciente exames complementares. O mais comum desses é o PSA (antígeno prostático específico), que pode indicar a presença de neoplasias ou outras doenças. Pacientes que têm casos de câncer de próstata na família devem visitar o urologista anualmente, a partir dos 40 anos. Nas consultas de rotina, é possível verificar a existência de alterações na glândula ou na região do reto.

Como o procedimento é feito?

O exame de próstata é feito em ambiente limpo, privativo e seguro. Não exige anestesia, tampouco sedação. Após conversar com o paciente e confirmar informações sobre o seu histórico familiar e as doenças pré-existentes, o médico realiza o exame. Ele é feito com luvas e lubrificante, de forma respeitosa e rápida, apenas para confirmar o estado de saúde do paciente. Em geral, dura até 10 segundos, podendo terminar antes disso. Se feito da maneira correta, não causa dor, sangramento ou similares. A maior parte dos indivíduos examinados relata apenas um incômodo leve, que passa assim que o exame termina ou poucos minutos depois (caso o paciente tenha tido dificuldades de relaxar).

É preciso fazer alguma preparação específica?

Não é necessário. Como já dito, o exame feito em uma consulta de rotina e não necessita de preparação específica. Em alguns casos, o médico pode solicitar que o paciente faça uso de laxantes no dia anterior ao procedimento, para esvaziar o intestino. Vir para a consulta com uma atitude positiva, permite que o exame transcorra de maneira mais tranquila, e que o paciente sinta-se mais confortável.

Quais outros exames são necessários?

A avaliação da próstata é apenas um dos procedimentos que devem ser feitos. A verificação do estado de saúde é importante durante toda a vida: indivíduos jovens e com vida sexual ativa, por exemplo, devem estar em dia com seus exames sorológicos. A prevenção, como sempre dizemos, é a melhor forma de evitar doenças de diversos tipos e ter. Além de muitos anos na companhia de amigos e família, qualidade de vida e tranquilidade. Esforce-se para ter uma dieta regrada, para não abusar de medicamentos, drogas ou álcool, para dormir o bastante e, claro, para não ter comportamentos de risco. Abra mão da hesitação e permita que a medicina especializada ajude-o a cuidar de você. Quer saber mais? Clique no banner.
Urologista em São José dos CamposPowered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp